Como surgiu o LAB401?

O LAB401 foi lançado no último dia 8 de Outubro. O conceito de nosso portal foi desenvolvido ao longo de 12 anos, e é derivado de uma série de experiências que você confere nesta postagem:

  • Junho de 2004: Neste mês a produtora Art Haus, proprietária à época de uma webTV de mesmo nome, produziu um vídeo institucional para veiculação no Salão São Paulo de Turismo (feira anual de turismo realizada na capital paulista). Neste vídeo consta a citação à “EAC Art Haus”, escola de artes e comunicação Art Haus, cujo nome foi claramente inspirado na faculdade de comunicação da USP (ECA). A EAC foi criada cerca de três meses antes do evento.
  • Agosto de 2004: A EAC Art Haus, em parceria com a ONG Amigos de Dom Bosco, realiza o seu primeiro curso. Ministrado para funcionários da operadora de TV por Assinatura Vivax, de Santo André, o curso foi realizado presencialmente na sede da ONG, em São Paulo, e o tema principal foi sobre Produção de programas de TV. Após três anos, nenhuma das marcas estava mais no mercado: A Art Haus teve seu nome trocado, após mudanças societárias. A ONG fechou as portas em 2006 e a Vivax foi vendida à NET também em 2006.
  • Novembro de 2004: A Art Haus leva a atriz Maria Inês para acertar detalhes do seu curso de atuação e interpretação a ser realizado na Ong Amigos de Dom Bosco. Apesar da conversa inicial, o curso não foi adiante.
  • Fevereiro de 2005: após concluir a pós-graduação em Criação Visual e Multimídia, um dos sócios da Art Haus (Fernando Mariano) começa a dar aulas no ensino superior, ao assumir duas disciplinas no curso de publicidade (posteriormente Produção Publicitária), no Centro Universitário de Santo André (UNIA).
  • 1 de Julho de 2005: após o fim da sociedade da Art Haus, no mês anterior, a produtora muda o nome para “Engenho de Conteúdo” e os veículos assumem a marca Ultra (Ultra TV, Ultra Portal, Rádio Ultra Portal). O projeto da EAC é temporariamente suspenso.
  • Abril de 2006: O professor Fernando Mariano inicia, com os alunos do curso de publicidade do UNIA, o primeiro programa de TV ao vivo da instituição. Batizado de “Conexão Aberta”, o programa foi realizado na sala 504 ou 506, espaço no qual o curso de publicidade utilizava como estúdio improvisado e dividia com o curso de Design de Interiores.
  • Segundo semestre de 2006: a direção do UNIA cede ao curso de publicidade a sala 401 do Campus II para a instalação de um estúdio fotográfico.
  • 18 de Agosto de 2006: A Engenho de Conteúdo transfere sua sede para a cidade de São Caetano do Sul, em espaço pensado para a produtora e a para a realização de cursos.
  • 10 de Novembro de 2006: A Engenho de Conteúdo muda sua sede para o centro de Santo André, em espaço no qual a realização de cursos era possível sem interferir nas gravações da produtora e da WebTV.
  • Início de 2007: O jornalista Paulo Pelicano (1952-2009), realiza a primeira gravação de aulas da produtora, em projeto a ser comercializado em DVD. O cliente foi um palestrante do ABC.
  • Primeiro semestre de 2007: a direção do UNIA cede ao curso de Publicidade a sala 403, vizinha à 401, para expansão do estúdio de foto, montagem de switcher e de estrutura para a captação de vídeo. As duas edições posteriores do Conexão Aberta (setembro a novembro de 2007 e Abril e Maio de 2008) passaram a ser feito neste estúdio/laboratório.
  • Agosto de 2007: O jornalista Paulo Pelicano sai da produtora. Pouco antes Fernando Mariano inicia as tratativas para a realização de cursos no espaço da produtora.
  • Outubro de 2007: A direção da produtora Engenho de Conteúdo lança o Foto Cine Clube do ABC, entidade de fomento fotográfico que pretendia utilizar o espaço da produtora para a realização de cursos e eventos de fotografia e vídeo.
  • Novembro de 2007: A direção da produtora opta por fechar o estúdio de Santo André e transfere sua sede novamente para São Paulo. Inicia-se as tratativas para a realização dos cursos do Foto Cine Clube no UNIA.
  • Dezembro de 2007: o UNIA é vendido para a Anhanguera Educacional e a direção do Foto Clube opta em suspender temporariamente os cursos.
  • Maio de 2008: A direção da Engenho de Conteúdo/Foto Clube do ABC inicia as tratativas para a realização de cursos ao vivo, com transmissão pela Internet, utilizando o espaço de uma escola de arquitetura da Vila Madalena como estúdio. As negociações não foram adiante devido a divergências comerciais. No mesmo mês a direção do Foto clube inicia testes de transmissão ao vivo.
  • 2009: Devido a diferentes fatores, a produtora Engenho de Conteúdo é extinta.
  • Março de 2012: Surge a produtora TeleObjetiva, cujo um dos objetivos foi retomar a ideia de cursos ao vivo via Internet.
  • Segundo Semestre de 2013: A TeleObjetiva inicia estudos com a plataforma Moodle para a implantação de seus cursos, e realiza os primeiros contatos com professores interessados na plataforma no final daquele ano.
  • Início de 2014: A direção da TeleObjetiva inicia estudos de marca e outras ferramentas alternativas ao Moodle.
  • Setembro de 2014: é criada a marca LAB401. A direção da TeleObjetiva procurou um nome que não remetesse à ensino, educação ou a EAD, por considerar que limitaria a atuação do portal. Assim, a marca foi criada como homenagem ao estúdio do UNIA criado por um dos sócios da produtora na instituição na qual este iniciou sua carreira acadêmica. Inicia-se o contato com professores interessados no projeto.
  • 2015: o projeto é novamente suspenso por problemas de agenda dos diretores da TeleObjetiva.
  • 2016: o  projeto do LAB é retomado. Em julho é fechado o sistema base para a operação do LAB. Em agosto são realizadas as gravações da primeira palestra e do primeiro curso.
  • 8 de Outubro de 2016: após inúmeros testes e melhorias o LAB401 é lançado com a palestra “A origem do gato”, de Marisa Paes.
12 de fevereiro de 2017

0 responses on "Como surgiu o LAB401?"

Leave a Message

X